Do Madeira para o mesa

Quem pesca

sabe o que come;

Quem só come;

confia no homem

Se é

Tambaqui

Se é

Surubim

Se é

Jaraqui

A pesca é

de

quem come;

O

dia-a-dia

é

própria

fome

Pirarucu; Bodó;

Candiru?

 

Não.

Candiru não se come;

Tudo 

pesado

no

lombo

do

homem

 

Do Madeira;

à

Mesa:

Pode chegar!

Registro da região portuária Cai n´agua . Centro de Porto Velho; 2017

MARCELA BONFIM - CRIANÇA IDIGENA.jpg

Para uma boa experiência
ajuste  as dimensões da tela
pressionando:
Ctrl  - ou  Ctrl  +

  • YouTube
  • Instagram
DSC08651 - Copia (3).jpg